Página Inicial

Livros do Autor

Editorial

PHP FAQ

Scripts PHP

Downloads

Links

Sorteio de Livros

Perguntas

Entre em Contato

O Autor

Novidades

Cadastre seu e-mail para receber informações periódicas sobre o site e os livros do autor:

Direitos autorais
É expressamente proibida a cópia, reprodução e difusão dos textos e outros elementos contidos neste site sem a prévia autorização do autor.

ORKUT: a febre, a praga e o recôndito

Juliano Niederauer
13 de janeiro de 2005

O orkut (www.orkut.com) é uma rede social que surgiu recentemente e mudou os hábitos de grande parte dos internautas, principalmente dos brasileiros. Por incrível que pareça, o Brasil representa mais de 50% dos usuários do orkut em todo mundo. Criado pelo engenheiro turco Orkut Buyukkokten, o site agora faz parte do "império" da Google, empresa proprietária do site de busca mais conhecido no mundo.

Mas afinal, qual é o diferencial do orkut? Por que ele está fazendo tanto sucesso, a ponto de atingir uma popularidade poucas vezes vista na Internet mundial? Os usuários o acessam de todas os lugares possíveis, seja em casa, no trabalho, na escola ou na universidade. Se você for a um cyber café, um bar, uma casa noturna ou qualquer quiosque que possua acesso à Internet, provavelmente verá alguém acessando uma página de fundo lilás, com várias fotos de pessoas, comunidades etc.

Do ponto de vista técnico, percebemos rapidamente que trata-se de um site bastante simples. Não há nada de excepcional em termos de tecnologia. É claro que torna-se necessária uma super estrutura de rede e muitos servidores para suportar os milhões de acessos vindos de toda parte do mundo. Porém, em termos de programação, um desenvolvedor Web com uma certa experiência poderia fazer um site semelhante em poucas semanas. O fato é que o sucesso do orkut não está na parte técnica, mas sim na idéia, somada à estrutura que a Google colocou à disposição para o projeto.

O orkut não foi idealizado como um simples site de relacionamento, os quais existem ou já existiram milhares desde o surgimento da Internet. Trata-se de uma rede social, onde as pessoas se aproximam pelos mais variados propósitos. Por exemplo, elas podem reencontrar amigos da época do colégio ou da faculdade, fazer novos amigos, paquerar, encontrar pessoas que possuem os mesmos gostos, os mesmos hábitos etc.

Para entrar no orkut você precisa ser convidado por alguém que já está cadastrado no mesmo. Após realizar o seu cadastro, você verá (figura acima) que a divisão é feita em três partes: perfil, meus amigos e minhas comunidades. O perfil contém sua descrição e seus dados pessoais, sendo que a maioria deles poderá ser visto por todo o público. O quadro meus amigos irá exibir todas as pessoas que você aceitou como amigo, e o quadro minhas comunidades irá exibir todas as comunidades às quais você optou por entrar. Por exemplo, se você estuda no Colégio São Luis Felipe Scolari, pode entrar nessa comunidade, que provavelmente já foi criada por um aluno da escola. Você também pode criar suas próprias comunidades e convidar seus amigos a fazer parte delas.

Existem muitas comunidades com temas interessantes, onde realmente surgem debates proveitosos. No entanto, se você navegar pelo orkut, começará a perceber algumas inutilidades, como por exemplo:

  • Comunidades gigantes: faz algum sentido você fazer parte da comunidade "Planeta Terra", que possui milhares de participantes? Pois acredite, no orkut existem várias comunidades destinadas aos moradores do Planeta Terra.
  • Usuários em milhares de comunidades: já vi usuários cadastrados em mais de 5.000 comunidades. Porém, a verdade é que as comunidades que escolhemos revelam um pouco de nossa identidade. Deveria haver um limite de comunidades por usuário, algo em torno de 40 ou 50.
  • Comunidades grotescas: você gostaria de fazer parte da comunidade "Amantes da Pastelina"?. Pois é, ela já tem mais de 3.000 membros! Você se chama Mariana? Que tal fazer parte da comunidades "Marianas", que já possui mais de 6.000 membros?

Ok, no orkut tudo é válido! Afinal, o que alguns consideram inconvenientes, outros consideram muito divertido. Quem nunca gostou do seriado Chaves irá odiar as dezenas de comunidades dedicas a ele. Mas quem é um "chavesmaníaco", poderá ficar horas dando risada ao relembrar as histórias do programa, contadas pelos membros da comunidade. Existem também as comunidades do tipo "Eu odeio". Por exemplo, se você não gosta do Galvão Bueno, saiba que existem mais de 20 comunidades do tipo "Eu odeio o Galvão Bueno".

Enfim, o orkut virou uma febre. E junto com a febre, veio uma praga, que são os famosos spams. Felizmente, esse problema está sendo contornado com a desabilitação do envio de mensagens para os membros das comunidades. No início, ao acessar o orkut, o sistema exibia um aviso do tipo "Você tem 54 novas mensagens", sendo que 99% delas eram um verdadeiro lixo eletrônico, como correntes, propagandas etc. Atualmente, você pode enviar mensagens somente aos seus amigos, e não para uma comunidade inteira.

Outro problema merece destaque no orkut é a autenticidade das informações. Navegando pelo site você irá se surpreender ao descobrir que o Ronaldinho tem o seu perfil cadastrado, assim como o Romário, a Xuxa, o Jô Soares, a Gisele Bündchen e o presidente Lula. Porém, a maioria desses perfis são falsos, e foram criados por alguns usuários que não tinham nada mais importante para fazer. É claro que existem alguns famosos com perfis verdadeiros no orkut, como o cantor Léo Jaime, que tem milhares de "amigos". Certa vez, a apresentadora Silvia Abravanel (filha de Silvio Santos) foi ao programa "Show do Tom" na Rede Record, e falou ao vivo que tinha o seu orkut. Em poucos minutos, seu perfil recebeu centenas de scraps (recados deixados pelos usuários), o que demonstra a popularidade da rede social.

Por fim, o recôndito: o que está por trás do orkut? Será que é apenas popularidade que o seu proprietário está querendo? Pense bem: atualmente as empresas gastam fortunas implementando sistemas para identificar perfis e os hábitos de consumo de seus clientes. E o que é que mais existe no orkut??? Existem perfis, preferências, hábitos etc. Por exemplo, se você faz parte da comunidade "Eu adoro vestidos azuis", com certeza seu perfil será de interesse de um fabricante desse tipo de vestido. Além disso, o orkut permite a consulta de informações genéricas que podem ser úteis às empresas, como estado civil, filhos, pessoas que gostam de ter animais em casa, moradores de uma determinada região etc.

Não existe nada concreto, mas já circulou entre os membros do orkut uma mensagem acusando o serviço de estar se apropriando das informações dos usuários para fins comerciais. Ou seja, a acusação dizia o orkut estaria criando um banco de dados mundial, onde qualquer empresa com intenção de lançar um produto poderia comprar informações sobre o nicho de mercado que deseja atingir.

O certo é que, independente dos objetivos do orkut e dos inconvenientes que ele apresenta, o site virou uma epidemia, principalmente entre os jovens. Afinal, o orkut oferece diversão, informação, amizades e relacionamentos em geral. Se ele veio para ficar, não temos como saber. Pode ser que seja apenas mais uma moda a pegar na Internet. Porém, é surpreendente as proporções atingidas por esse verdadeiro fenômeno em nível mundial.

Leia outros editoriais

 
 
   
© 2000-2019 Niederauer.com.br - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Virtuous